Blog Curves

Pipoca, pode?

2 dezembro 2016

Alto lá! Não é porquê estamos de dieta que não podemos aproveitar a vida, não é mesmo? E quer jeito melhor de aproveitar um fim de tarde do que com filminho e pipoca?

0212_saudeebemestar_blog

Pois é, mas para aproveitar essa maravilha é preciso fazer um preparo especial, não é qualquer pipoca que serve não. As industrializadas têm muitos aditivos, muito sódio e calorias. Já aquela feita em casa é mais saudável, mas o óleo pode estragar um pouco a festa. Por isso, separamos pra você uma receita especial de pipoca sem óleo!

Ingredientes:

– 1/2 xícara (chá) de milho para pipoca;
– 1 pote de plástico de 1 litro para micro-ondas (pode ser pote de sorvete);
– 2 folhas de papel toalha;
– Sal a gosto.

Modo de preparo:

– Forre o fundo do pote de plástico com o papel toalha;
– Acrescente o milho para pipoca e coloque a tampa, sem encaixar;
– Coloque no micro-ondas por 3 minutos em potência média ou até parar de estourar;
– Retire do micro-ondas (cuidado, muito quente), acrescente sal e pronto.

Agora é só escolher o filme e aproveitar sem culpa!

Fonte: Tudogostoso

Até não muito tempo atrás a solução parecia simples: para emagrecer faça exercício aeróbico e para ganhar músculos, faça musculação.

Porém, a ciência vem comprovando aquilo que a Curves já sabe faz tempo: nada é tão simples quanto parece. Por isso cada vez mais pessoas tem adotado o fortalecimento muscular como meio de emagrecimento, e isso é possível, especialmente em treinos curtos e bem direcionados como os que são feitos na Curves.

3011_saudeebemestar_blog

É importante ter em mente que emagrecer não quer dizer perder peso, mas sim diminuir o percentual de gordura, que pode acontecer também com o aumento da massa magra, ou seja, o tônus muscular.

Os exercícios da Curves, que tem o fortalecimento muscular como questão central, emagrecem (e muito!) pois partem do princípio que uma atividade física precisa ser vista sob a ótica de gasto calórico total e não apenas do gasto calórico da atividade. Isto significa considerar o gasto calórico durante a atividade em si, somada com a energia gasta para o corpo se recuperar da atividade.

Assim, quanto mais intenso for o exercício, mais o corpo vai precisar queimar energia e mais a pessoa emagrece. Além disso, as atividades na Curves apresentam outra grande vantagem: elas não causam impacto sobre as articulações, não trazem riscos de lesões aos praticantes, diferentemente de vários exercícios aeróbicos ou outras metodologias de treino.

Sabendo disso, você está esperando o que para vir para a Curves emagrecer com saúde e alegria?

Cabelos e suor, como fazer?

28 novembro 2016

Às vezes, na hora de ir embora da Curves, é quase impossível não exibir cabelos oleosos, decorrentes do suor liberado durante o exercício. Quem nunca passou por isso? E aí vem aquela dúvida: será que é preciso lavar os cabelos ou tem algum truque que pode ser usado para disfarçar essa aparência?

Primeiro é preciso entender que o suor liberado durante o treino contém gordura e sal, e ambos podem prejudicar a fibra capilar. Além disso, esses elementos são úmidos, grudam no cabelo facilitando o embaraçamento e criando uma aparência que causa temor a qualquer mulher.

blog-cabelo

Sabendo disso, a recomendação é óbvia: lavar os cabelos depois de fazer Curves. Isso vai ajudar a reestabelecer o couro cabeludo e, consequentemente, os fios de cabelo. Mas com isso vem uma questão, afinal, muitos especialistas não recomendam a lavagem diária e muitas mulheres fazem exercícios todos os dias, e agora?

Veja bem, o ideal é manter o cabelo saudável, por isso com o produto certo, não há problema nenhum em lavar o cabelo todos os dias depois do exercício. É claro que tomar cuidado ao secar e não deixá-lo molhado por muito tempo é fundamental no processo.

Agora, se não der tempo de lavar o cabelo, ainda existe uma salvação, que é usar um shampoo seco que ajuda a reduzir a umidade e a oleosidade do couro cabeludo.

Com apenas 30 minutos de exercício por dia e a dica do shampoo a seco, falta de tempo não pode mais ser desculpa! Rs

Fonte: Segredos de Salão

Pasta árabe de beringela

25 novembro 2016

Hoje trouxemos uma receita diretamente do Oriente Médio. A pasta de berinjela ou babaganuche como dizem os árabes, além de ser muito fácil de preparar, é uma opção deliciosa e saudável para servir de entradinha ou até para um lanche da tarde bem gostoso.

2511_saudeebemestar_blog

Ingredientes:

– 2 beringelas grandes;

– Suco de meio limão;

– 4 colheres de sopa de Tahine;

– 2 dentes de alho amassados (opcional);

– Sal e pimenta síria a gosto;

– 4 colheres de sopa de azeite extra virgem.

Modo de preparo:

– Lave as beringelas, leve-as ao forno até murcharem e ficarem bem macias por dentro. Retire do forno e reserve;

– Depois de frias, corte-as no sentido do comprimento e, com elas abertas, retire a polpa com uma colher, raspando bem até a casca;

– Misture a polpa da beringela com o limão, sal, alho, o azeite, a pimenta e o tahine;

– Deixe esfriar um pouco na geladeira;

Agora é só escolher o acompanhamento que preferir e começar a comer. Mas atenção às calorias, recomendamos comer com pepinos ou endívia. Se for usar o pão sírio, opte pela versão integral e não exagere na quantidade. J

Fonte e imagem: Papogula

Cuidar a saúde dos pés é fundamental, independente do modelo que desejamos usar. Às vezes nos apaixonamos por um tipo de sapato, mas quando usamos é desconfortável e pode trazer alguns problemas para os pés, pernas e até coluna.

2411_saudeebemestar_blog

Veja as características apontadas por profissionais sobre 8 tipos de sapatos:

Plataforma: grande risco de quedas, pouca estabilidade na caminhada, reduz a mobilidade e altera a forma de apoio normal dos pés;

Salto alto com bico fino: o bico aperta os dedos, muda a estrutura e a forma de andar encurtando os músculos da batata da perna e aumentando a lordose lombar – o que favorece as cãibras;

Salto baixo com bico redondo: mais indicado do que o salto alto, pois o bico arredondado e a baixa altura do salto não prejudicam os dedos e as pernas;

Sapato tipo de boneca: confortável, com bico redondo e sem salto, não possui problemas além de alguns modelos serem pouco flexíveis;

Bota de cano alto com salto: como todo salto alto, a altura tira a estabilidade dos pés e aumenta o risco de quedas;

Bota de cano baixo sem salto: este modelo é mais indicado, pois o cano baixo exerce uma proteção maior contra torções;

Tênis com solado alto: a distância do calcanhar em relação ao chão não favorece os pés, prejudicando a pisada. Por isso, modelos deste tipo não são indicados;

Tênis para corrida e caminhada: se a palmilha for flexível, confortável e o amortecedor tiver no máximo de 2 a 3 cm de altura, o modelo é ideal para a prática de atividades físicas;

Omelete light

21 novembro 2016

O ovo é um alimento muito versátil para criar muitas receitas gostosas e saudáveis, além de ser ótimo para auxiliar na redução de peso já que sua proteína é de digestão lenta, o que faz a sensação de saciedade ser maior para evitar comer mais nas outras refeições.

2111_saudeebemestar_blog

A omelete é um prato muito presente no cardápio dos brasileiros e que possibilita a criatividade na hora do preparo, podendo adicionar outros ingredientes saudáveis como couve e brócolis para incrementar o sabor.

A receita de hoje é muito fácil, prática e saudável com poucos ingredientes.

Ingredientes:

-3 claras de ovo batidas;

-3 colheres (sopa) de farinha de aveia;

-1 colher (sopa) de ricota amassada;

-Temperos naturais e sal a gosto.


Modo de preparo:

-Bata as claras e misture os outros ingredientes;

-Em uma frigideira antiaderente pré-aquecida, despeje tudo e espere até dourar os dois lados (caso necessário, unte a frigideira com um frio de óleo de coco ou azeite);

-Pronto, agora é só servir.

Fonte e imagem: NatueLife

Você é daquelas que esquecem de passar o protetor solar nas mãos e orelhas, além de não passar em dias nublados? Listamos alguns erros comuns que devem ser evitados na hora de passar o protetor solar para se manter protegida.

1811_saudeebemestar_blog 

1. Você não passa a quantidade suficiente
A maioria dos protetores solares são grossos e gordurosos e, por isso, você passa pouco para não deixar o rosto e o corpo brilhantes. Às vezes, você evita passar uma boa quantidade para não ficar com a pele esbranquiçada. Porém, estes atos podem te deixar sem proteção, chegando a causar queimaduras. Use sempre uma quantidade de protetor que irá cobrir toda a pele e espalhe bem para que a absorção seja mais rápida. Existem protetores de toque seco, que costumam ser finos;

2. Você não aplica de forma uniforme
Para a proteção ser efetiva, você deve aplicar o produto no rosto e corpo inteiros de forma uniforme, evitando passar mais ou menos em algumas regiões. Nunca esqueça das mãos, pés, orelhas e lábios, que são áreas que costumam ficar de fora da aplicação – todas as partes do corpo são sensíveis ao sol;

3. Você só aplica uma vez
Normalmente, os protetores solares protegem a pele por apenas duas horas após a aplicação. Por isso é importante reaplicar ao longo do dia. Caso você fique o tempo todo no sol, o indicado é passar o produto a cada hora. Use outros meios de proteção também, como chapéus, óculos de sol e até maquiagens com FPS;

4. Você não usa em dias nublados
Independente do clima, os raios UV estão presentes o tempo todo e a exposição diária a eles contribui para a ocorrência de muitos problemas de saúde e pele. Inclua o protetor solar na sua rotina de beleza, criando o hábito de usá-lo diariamente;

5. Você não usa o fator correto
Toda pele precisa de fotoproteção, até mesmo a pele negra, que é privilegiada por não correr o risco de queimaduras, mas precisa de proteção contra o câncer de pele. É necessário consultar o seu dermatologista para saber qual é o FPS correto;

6. Você só usa a proteção dos produtos de beleza
Alguns produtos, como bases e pós, tem FPS, porém essa proteção não é suficiente contra os raios UV. O ideal é passar os dois juntos: primeiro o protetor solar e depois a maquiagem.

Fricassê de Frango Light

16 novembro 2016

Uma receita prática e saudável para deixar a sua dieta mais sofisticada e saborosa, o fricassê de frango pode ser servido com arroz integral e salada verde de acompanhamento.

1611_saudeebemestar_blog

Ingredientes

-1 copo de iogurte natural desnatado;

-1 xícara (chá) de milho verde congelado;

-400g de tofu soft;

-½ cebola média picada;

-2 dentes de alho;

-50g de azeitona sem caroço picada;

-1 peito de frango cozido e desfiado;

-½ xicara (chá) de cogumelos fatiados;

-100 g de ricota amassada;

-1 xícara (chá) de água;

-1 colher de azeite;

-Sal e batata palha a gosto.

Modo de preparo

Escorra o milho e bata no liquidificador junto com o iogurte, o tofu e a água;

Coloque o azeite em uma panela para refogar a cebola e o alho até dourarem;

Junte o frango desfiado, as azeitonas, os cogumelos, o sal e a mistura do liquidificador, até obter uma textura cremosa e espessa. Reserve;

Coloque os refogados em um refratário, cubra com ricota e leve ao forno pré-aquecido a 180º até borbulhar;

Adicione a batata palha e sirva em seguida.

Para aliviar o calor excessivo, é comum investir em ar-condicionado, porém, esta pode não ser a melhor opção para o momento devido a seu alto custo e o gasto elevado de energia. Por isso nós listamos algumas dicas para aliviar um pouco as altas temperaturas:

1411_saudeebemestar_blog

Mantenha as cortinas fechadas durante o dia: as cortinas ajudam a bloquear a entrada excessiva de luz do sol, evitando que o calor entre e não consiga sair do ambiente;

Mantenha o calor do lado de fora: existem filmes específicos para refletir a luz solar das janelas. Este tipo de material ajuda a manter o seu ambiente isolado do calor causado pelos raios solares;

Mantenha o ar fresco da noite por mais tempo: normalmente, a noite o ar costuma não ficar tão abafado quanto durante o dia, por isso, utilize esse período a seu favor. Quando a brisa estiver mais fresca, abra as janelas e portas dos cômodos para deixar o ar correr pela casa. Lembre-se de fechar tudo antes que amanheça e volte a esquentar;

Troque as lâmpadas: as lâmpadas de LED, além de serem mais econômicas e duráveis, não esquentam o ambiente, ajudando a diminuir o calor em ambientes fechados, uma vez que as lâmpadas incandescentes geram muito mais calor do que luz;

Umidifique o ar interno: utilize recipientes cheios de água fresca em cada ambiente. Encharque toalhas de banho e espalhe pelo ambiente, no espaldar de cadeiras e portas de armários, por exemplo;

Condicione o ar: ligue o ventilador com uma garrafa com água congelada bem em frente, é uma ótima maneira de fazer circular um ar mais fresco pelo ambiente;

Beba muito líquido: nos dias mais quentes é necessário redobrar a atenção com a hidratação. Bebidas refrescantes, alimentos frescos, como frutas e picolés são ótimas opções para resfriar o calor do corpo e ficar mais confortável durante o verão.

1 – Pratique atividades físicas

Nenhuma dieta será eficaz se você não praticar atividades físicas. Isso é fundamental para acelerar o metabolismo e proporcionar o melhor desempenho das funções do organismo;

2 – Beba bastante água

A água aumenta a sensação de saciedade e auxilia na “limpeza” do organismo, potencializando as ações do sistema digestório;

3 – Regule seus horários

Seu organismo é como uma máquina, por isso precisa de horários regulados para comer, se exercitar e descansar para funcionar perfeitamente;

4 – Coma com moderação

Não abuse nas refeições. Coma quantidades moderadas e procure fazer pequenas refeições a cada três horas. Se sua alimentação estiver sob controle, com toda a certeza vai chegar aos objetivos que espera!;

5 – Não espere sentir fome

Um dos maiores erros é achar que para comer precisa sentir fome. Como falamos no item anterior, organize sua alimentação para se alimentar de três em três horas;

1111_saudeebemestar_blog

6 – Evite frituras

Frituras são muito gordurosas, por isso, se o intuito é emagrecer, evite para consumir menos calorias!;

7 – Diga não aos refrigerantes

O refrigerante é extremamente calórico, além de possuir ácidos que retém gases e também líquidos no organismo, deixando você inchada, impossibilitando a perda de barriga e definição do abdômen;

8 – Não ingira líquidos durante as refeições

Quando bebemos qualquer líquido durante as refeições (inclusive água), nosso processo de digestão fica mais lento, dificultando que os alimentos sejam digeridos e absorvidos pelo organismo;

9 – Coma frutas, verduras e legumes

Inclua bastante frutas, verduras e legumes em sua alimentação. Com certeza esses são os melhores alimentos para o período de dieta por possuírem boas proteínas que nutrem o organismo e dão a sensação de saciedade;

10 – Evite doces

Para quem deseja emagrecer, grandes fontes de açúcar não são uma boa opção. A ingestão de glicose aumenta a insulina no sangue e este processo dificulta o emagrecimento;

11 – Coma devagar

Se você come depressa e não mastiga bem os alimentos, seu organismo não consegue aproveitar todos os nutrientes e proteínas ingeridos. Pior ainda, seu corpo não entende que você se alimentou o suficiente e logo você estará com fome novamente. Sinta o sabor do que você está comendo;

12 – Beba bastante sucos

Opte sucos naturais no lugar de outras bebidas, mas prefira o modo natural e sem adoçar – o açúcar da fruta já é o suficiente. Caso ache necessário, use adoçante;

13 – Tenha uma boa dieta

Converse com um nutricionista para montar um programa de alimentação de acordo com as suas necessidades. Foque e não saia da dieta pois só assim conseguirá atingir os resultados desejados.