Blog Curves

blog49

Muitas vezes optamos pelo refrigerante light como uma opção menos calórica para refrescar nosso dia. O que não sabemos, porém, é se estamos fazendo a escolha mais correta para nossa saúde. Fica a dúvida: será que você deve abandoná-los literalmente? Estudos recentes sugerem que alguns refrigerantes de baixa caloria de fato roubam um pouco de cálcio dos seus ossos, especialmente se você os ingere com frequência. Eles podem aumentar o risco de diabetes e muito mais.

CONTRAS

– Refrigerantes cafeinados – de baixa caloria ou não – são a maior ameaça aos seus ossos. Estudos recentes mostram que pode ser a cafeína de alguns refrigerantes, mais do que os ácidos presentes em todos eles, que levam o excesso de cálcio para fora do esqueleto.

– O refrigerante de baixa caloria aumenta o risco de diabetes tipo 2 e doenças do coração. Três grandes estudos descobriram que, pessoas que bebem até mesmo uma latinha de refrigerante de baixo teor calórico por dia, têm maior chance de desenvolver síndromes metabólicas, que são um precursor de diabetes e doenças do coração. Por quê? Talvez por que esse tipo de bebida normalmente vem acompanhado de hambúrguer e batatas fritas (ao invés de saladas e frutas); talvez por que eles contêm aromatizante caramelo, que reduz a habilidade do organismo de transformar o açúcar do sangue em mínimas moléculas; talvez por que pessoas com peso extra, que já se colocam em risco de diabetes e problemas cardíacos, consomem a bebida numa tentativa de ingerir menos calorias

– Os refrigerantes de baixa caloria não ajudam a perder peso. Frustrante. Verdadeiro, porém frustrante. E nós sabemos disso. Pior ainda, existe alguma evidência de que adoçantes artificiais realmente incentivam o ganho de peso, possivelmente por que alimentam seu gosto por doces.

PRÓS

Apesar dos contras, até agora, não há evidência definitiva de que os ingredientes do refrigerante de baixa caloria são prejudiciais, desde que você não beba mais do que 80 latinhas por dia (sim, 80). Nós presumimos que você não beba essa quantidade, então, genericamente falando, aqui estão algumas dicas do que você pode fazer:

– Se você, atualmente, bebe refrigerante regular (ou normal), a versão de baixo teor calórico ainda é a melhor escolha. Cada latinha inunda seu corpo com 136 calorias – a maioria delas cortesia das 33 gramas de xarope de milho de alta frutose que você realmente não precisa.

– “Limpe” o resto da sua dieta primeiro. Não masque um, ou dois chicletes ao dia. É muito mais importante que o resto dos seus alimentos e bebidas sejam saudáveis. Por alimentos e bebidas saudáveis, queremos dizer muitas frutas e vegetais; 100% de grãos integrais, ao invés de farinha processada; gorduras saudáveis que vêem de peixe, nozes e óleo de oliva ou canola; laticínios de baixa ou nenhuma gordura; aves de carne branca sem pele; e a menor quantidade possível de carne vermelha, gordura saturada e açúcar refinado que você conseguir.

– Ganhe cálcio extra. Para cada 350 ml (uma latinha) de refrigerante que você beber, aumente sua ingestão de cálcio para 20 ml. Tudo o que você precisa é de uns goles a mais de leite desnatado ou de uns talos a mais de brócolis. Basta adicionar esses alimentos ao suplemento de cálcio que você já toma (ou deveria tomar – 1.000 mg antes dos 60 anos de idade, 1.200 dos 60 em diante; metade de manhã, metade a noite; nós gostamos do nosso na forma de citrato de cálcio). Que fique clara a matemática da bebida em questão: um refrigerante “zero” não cancela as calorias e gorduras daquele cachorro-quente, do chantilly do bolo de aniversário, nem do pedaço de pizza com borda recheada. Acredite.

– Você ama bolhas? Existem opções. Seus ossos e seu metabolismo não têm nada a temer do carbono que há no club soda e na água com gás. Portanto, se o que você adora é o formigamento das bolhas estourando em sua boca, faça da água com gás sua favorita bebida não-calórica. Quer mais sabor? Escolha um tipo aromatizado, adicione suco de frutas (limão, lima ou frutas vermelhas), algumas uvas ou um pouco do seu preferido suco de frutas natural – laranja e mexerica (também conhecida como tangerina ou bergamota) ficam uma delícia! Pergunte ao Dr. Mike.

Matéria retirada da coluna “The YOU Docs”, do site mycurves.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>