Blog Curves

Se você quer realmente emagrecer, mas tem tido problemas para controlar a sua alimentação, veja alguns nutrientes podem ser aliados nessa missão:
19
Fibras
Elas são as campeãs dos nutrientes que ajudam no seu emagrecimento. Por serem mais demorados na digestão, eles fazem com que você leve mais tempo para sentir fome novamente. Elas também estão relacionadas com a redução do colesterol e açúcar do sangue.

Água
Alimentos ricos em água têm baixa quantidade de calorias e nutrientes, trazendo mais saciedade. Eles também diminuem o mal estar causado pela sensação de inchaço.

Ferro
Ele é o mineral responsável por ajudar as células vermelhas do sangue a carregar o oxigênio por todas as partes do corpo.

Cálcio
Uma dieta com restrição calórica e alto teor de cálcio está diretamente relacionada com uma maior eliminação de gordura corporal!

Gordura insaturada
Esse tipo de gordura melhora a qualidade da sua alimentação, reduzindo o colesterol do seu sangue. Ela demora um tempo maior para ser digerida, fazendo com que a sensação de saciedade seja aumentada.

Variar o cardápio é um ótimo segredo para obter todos os nutrientes necessários e ainda turbinar a sua saúde. Listamos alimentos e nutrientes de A a Z para tornar o seu cardápio mais saboroso e saudável. Confira abaixo:
18
Acelga japonesa
Possuindo poucas calorias, este vegetal é fonte de fibras, que ajudam a trazer uma maior sensação de saciedade. Uma das principais vitaminas deste vegetal é a vitamina K, importante para a coagulação do sangue, diminuindo o risco de coágulos e tromboses.

Brocólis
O brocólis é fonte de cálcio, fibras, potássio e vitamina C, contendo também ácido fólico, importante para a saúde do bebê no início da gestação. Ele ainda é fonte de antioxidantes, que ajudam na prevenção do câncer e envelhecimento precoce do organismo.

Cacau
Com alto poder antioxidante, devido à presença de flavonoides, o cacau ajuda também a melhora a sensibilidade da insulina.

Damasco
Rica em fibras solúveis e insolúveis, esta fruta ajuda a regular o intestino. Além de ter poucas calorias e praticamente não conter gordura. Ela é rica em carotenoides, precursores da vitamina A, protegendo a saúde dos olhos, estimulando a produção de melanina, e na saúde da pele e cabelos.

Espinafre
Com grandes quantidades de vitaminas e minerais e alto teor de fibras, o espinafre auxilia no controle da diabetes, já que as fibras alimentares tornam mais lenta a absorção de açúcares pelo corpo.

Feijão
Ele possui vários nutrientes importantes para o corpo humano: fósforo, magnésio e ferro.

Goji Berry
De origem chinesa, esta fruta tem como principais benefícios as propriedades antioxidantes e imunomoduladoras, que previnem e tratam doenças relacionadas ao envelhecimento. Ajuda também na saúde dos olhos, já que entre os seus nutrientes estão presentes os carotenoides.

Homus
Esta pasta à base de grão-de-bico, alho e azeite, fornece proteínas com grande digestibilidade. O consumo deste grão traz benefícios como a redução de riscos de doenças crônicas, diminuindo o índice glicêmico, fazendo com que a absorção dos carboidratos presentes na pasta seja feita de maneira lenta e gradual.

Integrais
Grãos integrais mantêm a estrutura original intacta, assim como a quantidade de fibras, minerais e vitaminas.

Jiló
Composto por água e fibras e com poucas calorias, é um ótimo aliado para manter a sensação de saciedade por mais tempo, além de fornecer vitamina A, vitamina C e vitaminas do complexo B.

Kiwi
Esta fruta possui muitas vitaminas, como A, E B2 e C, sendo responsável por fortalecer o sistema imunológico. O ferro e o cobre presentes no kiwi ajudam no combate à anemia, e suas fibras são responsáveis por garantir o bom funcionamento do intestino.

Leite vegetal
Produzido a partir do extrato de grãos, frutos e sementes, como soja, coco, amêndoas ou castanhas, este leite não contém lactose ou glúten. Outra vantagem é que o leite vegetal possui menos calorias e gorduras, mas tem mais minerais e vitaminas que o leite de vaca.

Milho
Rico em carboidratos e fibras, além de fornecer as calorias necessárias para o metabolismo diário, o milho é também fonte de vitaminas no complexo B, que ajudam na metabolização dos carboidratos.

Nabo
Contendo glicosinolato, um composto com efeito anti-inflamatório. Além disso, o nabo possui papel protetor e ajuda na prevenção de diversos tipos de câncer, inibindo o crescimento de tumores no organismo.

Ovo
A clara do ovo é fonte de albumina, proteína importante para a manutenção dos músculos e também ajuda a prolongar a saciedade. A gema contém antioxidantes fundamentais para a manutenção da saúde dos olhos, além de ser uma ótima fonte de ferro.

Pistache
Uma oleaginosa rica em vitamina B6, que ajuda no metabolismo de ferro e proteínas necessárias para o funcionamento do sistema nervoso, formação das células vermelhas do sangue e composição de hormônios, o pistache ainda possui grandes quantidades de gorduras mono e poli-insaturadas, importantes para a manutenção da saúde.

Quiabo
Esse vegetal possui baixo valor calórico e possui vitaminas A e C, além de muitas fibras, que ajudam a garantir o bom funcionamento do intestino e reduz a absorção de gorduras pelo corpo.

Rúcula
Uma ótima fonte de fibra dietética, com poucas calorias, a rúcula é rica em betacaroteno, composto precursor da vitamina A, e que tem função antioxidante, ajudando na manutenção da visão e ainda da pele, cabelos e unhas saudáveis.

Soja
A leguminosa rica em fibras, gorduras poli-insaturadas, tem alto teor de proteína, que é considerada completa e de excelente qualidade. Além de possui compostos bioativos, como isoflavona, que ajuda a controlar os sintomas da menopausa.

Tomate
Quanto mais maduro e vermelho, mais licopeno há no tomate. Essa substância é antioxidante, que combate os radicais livres, retarda o envelhecimento precoce do organismo, protege o sistema cardiovascular e também protege o organismo contra alguns tipos de câncer.

Uva passa
A opção perfeita para incluir carboidratos simples e naturais na sua alimentação, pois eles vem acompanhados de fibras, que ajudam a controlar a sua absorção. A versão mais escura possui antocianinas, que conferem a cor à fruta e são potentes antioxidantes.

Vegetais
Todas as hortaliças contribuem muito para a saúde proporcionando vitaminas, minerais e principalmente fibras, ajudando no funcionamento adequado do intestino e do organismo como um todo.

Zinco
Presente nas carnes e frutos do mar, o zinco é essencial para a manutenção e fortalecimento do sistema imunológico, além de atuar no desenvolvimento e saúde mental. O mineral também participa da formação da estrutura da pele e do processo de cicatrização.

O melão é fonte de vitaminas A, C e do complexo B, além de ter sementes ricas em cálcio. Ele tem sabor adocicado e textura leve, sendo conhecido por proteger o sistema imunológico, garantir energia, cuidar da pele e dos cabelos, reduzindo o risco de doenças pelo seu poder antioxidante e anti-inflamatório.
17
Segundo nutricionistas, o melão pode ajudar muito a digestão. Por ter uma grande quantidade de água, ele atua na hidratação e também na diurese, ajudando o organismo a eliminar as toxinas. Ele também possui enzimas digestivas, tornando mais fácil a absorção e digestão dos alimentos.

Esta fruta pode ser consumida in natura, cortado em pedaços ou adicionado à salada de frutas. O suco de melão é muito refrescante, além de não precisar de nenhum tipo de adoçante e ainda pode ser um poderoso exterminador de celulites.

Que tal um melão para a sobremesa?

5 alimentos que têm ômega 3

17 fevereiro 2016

Necessário para o bom funcionamento do organismo, o ômega 3 contribui para a formação da membrana de todas as células – dando a sustentação para elas -, inclusive dos neurônios. Ele também apresenta função oxidante, combatendo os radicais livres que provocam o envelhecimento e doenças degenerativas.
16
Esta gordura insaturada ajuda a prevenir doenças do coração, diabetes, doenças autoimunes e problemas de pele, como acne. Caso você não seja muito fã de peixes, listamos 5 alimentos que possuem ômega 3 para variar a sua dieta:

-Carne vermelha orgânica: quando as vacas são alimentadas de forma natural, à base de pasto, a carne delas é rica em ômega 3 e todos os ácidos graxos.
-Nozes: de todas as oleaginosas, a noz é a que possui a maior quantidade de ômega 3, tendo valor mais significativo entre elas.
-Soja: é um dos melhores alimentos fontes de ômega 3, além de ser rico em fibras e proteínas.
-Óleo de linhaça: a semente de linhaça é uma boa fonte de fibra, mas para obter ômega 3, é necessário consumir o seu óleo, que por ser condensado, garante uma dose extra do nutriente.
-Ovos orgânicos: quando alimentadas de forma natural, com sementes de linhaça, óleo de peixe ou algas, as galinhas colocam ovos ricos em ômega 3. É possível obter esse tipo de informação nas embalagens dos produtos em supermercados. Busque o termo: enriquecido com ácidos graxos.

Todas sabemos que ficar muito tempo sentada traz inúmeros prejuízos à saúde. Eles podem ser: problemas na coluna, nas articulações e surgimento de varizes. Alguns estudos indicam também que ficar na mesma posição por mais de 5 horas, pode aumentar a probabilidade de infarto e AVC, mesmo em quem pratica atividade física regularmente.
15
Esses problemas acontecem porque o corpo humano não aguenta ficar muito tempo em uma só posição, fazendo com que os músculos entrem em fadiga e comecem a doer, e o incômodo pode piorar caso a pessoa adote uma postura inadequada. Conheça alguns cuidados para adotar no trabalho:

1.Tenha horários para se levantar da cadeira e se movimentar.
O ideal é não ultrapassar 60 minutos sentada. Reserve 10 minutos para caminhar pelo escritório e se alongar, assim você aliviará a dor lombar e ativará a circulação.

2.Caso o seu ritmo de trabalho seja intenso e não dê tempo para se levantar a cada 1 hora, mexa os joelhos, gire os pés e tornozelos para os dois lados, para cima e para baixo, alongue os braços, ombros e pescoço.

3.O encosto da cadeira não deve envolver toda sua coluna, pois ela deve fazer uma curvatura normal ao se sentar. Os pés precisam ficar apoiados no chão, com os joelhos e tornozelos formando um ângulo de 90 graus.

4.A má postura diante do computador tensiona a parte superior do corpo, resultando em dores na nuca e nos ombros. A posição ideal da tela do computador deve ser na altura dos olhos, sem que você flexione o pescoço.

5.Cruzar as pernas com muita frequência pode provocar dores nas costas, nuca e até mesmo elevar a pressão arterial. É uma das piores posições para ficar muito tempo sentada, como no trabalho.

O fim do dia está chegando e você está sofrendo para terminar as tarefas no trabalho? Listamos algumas dicas para te ajudar a driblar o cansaço.

14
Estimulantes: chá verde, por exemplo, é uma ótima opção para despertar e deixar o sono de lado. O café também tem esse efeito revigorante, mas deve ser evitado caso você tenha problemas de estômago.

Beba água: lembre-se de beber muita água. Desta forma você manterá o seu corpo hidratado e ativo, evitando a desidratação.

Faça alongamentos: dedique uns cinco minutinhos para se alongar e relaxar. Assim você irá despertar, aumentando ainda mais a sua produtividade.

Mantenha a postura: quanto mais deitada e torta você estiver na cadeira, maior será a sua vontade de dormir.

Aproveite seu horário de almoço: use esse tempo para relaxar a mente e distrair e ainda voltar às atividades com mais pique. Evite pensar no trabalho ou realizar atividades estressantes nesse período.

Pegue leve nas refeições: evite alimentos gordurosos ou muito pesados. Além disso, troque o elevador pelas escadas, assim você terá alguns minutinhos de exercícios nas escadas e evitará aquela moleza pós-almoço.

Encontre uma boa playlist: o objetivo não é que você se envolva com a música, mas que ela te traga concentração e te ajude a focar no trabalho.

Converse com uma amiga do trabalho: por alguns minutinhos, vocês vão rir e falar de coisas aleatórias. Assim, vocês irão se distrair e terão mais ânimo para continuar o trabalho.

Carboidratos do bem

11 fevereiro 2016

Uma boa notícia para quem busca uma vida mais saudável e sem muitas restrições: existem carboidratos bons!

13

As dietas mais populares são aquelas baseadas em proteínas, porém o nosso corpo precisa dos carboidratos para funcionar. Listamos sete opções para apostar e atingir o seu objetivo:

1- Frutas
A frutose, açúcar natural, é uma ótima fonte de energia e fibras. As fibras ajudam a melhorar a saciedade e afastam o desejo de comer guloseimas.

2- Aveia
Rica em carboidratos complexos, a aveia traz uma sensação de saciedade muito maior para quem a consome, diminuindo a fome.

3- Quinoa

Uma ótima fonte de proteína, a quinoa também é rica em fibras. É uma ótima opção para os vegetarianos e veganos.

4- Pipoca

Ela possui menos calorias do que outros petiscos, além de ser rica em fibras. Isso significa que você pode consumir muito mais pipoca por porção, do que batata frita, por exemplo.

5- Espaguete de abóbora

Este prato traz menos calorias e carboidratos do que o macarrão tradicional, fazendo com que você receba muito mais nutrientes e fibras, completando assim a sua necessidade diária.

6- Batata-doce

Fornecedora de sais minerais, vitaminas A e B, ela é rica em antioxidante beta-caroteno.

Açaí detox

3 fevereiro 2016

O açaí possui diversos benefícios para o corpo. Ele carrega o ferro, que é um mineral que ao faltar no organismo pode levar ao cansaço extremo e anemia. Quando combinado com outros alimentos, o açaí forma um combo revigorante.

Que tal aproveitar todos os benefícios do açaí em um suco detox?

12

Veja a receita de 170 calorias:

Ingredientes

. 1 polpa (100 g) de açaí
. 1 folha de couve manteiga orgânica
. 1/2 xícara (chá) de água filtrada
. 1 xícara (café) de chá de hibiscus
. 1 colher (sobremesa) de mel
. Gelo a gosto

Modo de preparo: bata todos os ingredientes no liquidificador. Beba em seguida.

Os dois lados dos alimentos

29 janeiro 2016

Sempre aparecem listas de alimentos “vilões” e “mocinhos”, havendo diversas modificações de tempos em tempos. É necessário ter atenção ao cortar ou adicionar itens de acordo com os seus objetivos.
11
Confira a lista de alimentos, seus prós e contras:

1- Pão
Ele pode ser considerado um dos maiores inimigos da dieta por ser alimento fonte de carboidrato e por ser feito à base de farinha branca, contendo alto índice glicêmico e glúten.
Por outro lado, ele é um rica fonte de carboidrato, nutriente responsável por dar mais energia para o seu dia, além de auxiliar no humor e bem-estar.

2- Carne vermelha
O consumo constante de carne vermelha pode acarretar em problemas de colesterol, pois tem uma quantidade maior de gordura do que carnes brancas. Além de poder aumentar a concentração de toxinas no corpo, dificultando a eliminação pelos rins.
A carne vermelha é a principal fonte alimentar de ferro e proteína. O ferro é o responsável pelo transporte de oxigênio no sangue, além da proteína que é essencial para formar células por todo o corpo.

3- Batata
Ela é uma fonte de carboidratos simples, sendo vista como responsável por engordar o consumidor – principalmente por ser consumida frita e em grandes quantidades na maioria das vezes.
Igual ao pão, ela é uma ótima fonte de energia para o corpo, sendo uma ótima opção para outros alimentos, como arroz ou massas.

4- Coco e abacate
Ambas as frutas possuem uma grande quantidade de gorduras e são muito mais calóricas que outras frutas.
Porém, o abacate é uma ótima maneira de reduzir os níveis de cortisol no organismo e combater inflamações. O coco possui boas gorduras e quantidades de ácido láurico e monolauril, que reduz o armazenamento de energia nas células.

5- Banana
Por ser uma fruta de alto índice glicêmico, a banana é considerada uma vilã e devendo ser evitado o consumo em excesso.
Pelo outro lado, ela colabora com a saciedade, facilitando na perda de peso, aliando-se a alimentação saudável.

6- Castanhas
Elas são fontes de gorduras boas, vitaminas e antioxidantes – nutrientes com efeito antienvelhecimento. As boas gorduras ajudam a controlar o colesterol ruim (LDL).
Por serem ricas em gorduras, mesmo que sejam boas, elas possuem uma alta densidade de energia, sendo assim, necessário o controle de sua ingestão. No geral, uma porção de castanhas não deve ultrapassar 8 unidades.

7- Adoçantes
Substituir o açúcar refinado é uma ótima opção para uma alimentação mais saudável para os diabéticos, além de ajudar a controlar a quantidade ingerida de calorias.
Por outro lado, existem adoçantes que podem trazer outros prejuízos à saúde como influência cancerígena, na pressão alta – por causa da quantidade de sódio – e na regulação natural da fome.

9- Alimentos Diet
Ser Diet não significa que não contêm açúcar na formulação e normalmente são indicados para quem tem diabetes.
A retirada do açúcar do alimento não o deixa menos calórico e nem mais saudável. É necessária a adição de outros ingredientes para manter a textura e sabor como gorduras.

Os objetos de plástico possuem em sua composição o bisfenol A (BPA), que traz diversos riscos à saúde, fazendo com que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária vetasse o seu uso em mamadeiras.

10

Por estarem em desenvolvimento, as crianças são as mais afetadas pelo BPA, por conta do desenvolvimento. Porém, adultos devem manter utensílios fabricados com a substância, como potes e copos de plástico.

A garrafa de plástico deixada no carro pode ser prejudicial à saúde por causa do aquecimento natural que ocorre no interior do veículo, fazendo com que o bisfenol A acabe passando para o líquido contaminando a bebida.

No organismo, o BPA se comporta com um estrógeno, hormônio feminino, interferindo no funcionamento de algumas glândulas e na produção de hormônios. Ele ainda está totalmente relacionado ao ganho de peso e ao surgimento de câncer de mama e próstata.

Antes de adquirir um objeto de plástico, confirme no rótulo e nas especificações de que o produto é livre de policarbonato. Os número 3 e 7 no símbolo da reciclagem, também não devem aparecer na embalagem. Caso estas informações não estejam explícitas, evite a marca.